Com um calendário intenso de atividades de qualificação profissional, que incluiu workshops, palestras, lives, oficinas e cursos, a Fundação Wall Ferraz atingiu a marca de 1000 pessoas certificadas nesse primeiro semestre de 2021.

Todo o trabalho da FWF está voltado para oferecer mais oportunidades aos jovens que correm atrás do primeiro emprego ou querem abrir o próprio negócio e aos trabalhadores que buscam voltar ao mercado de trabalho.

Ao todo foram oferecidas cerca de 30 atividades nos centros de capacitação espalhados por Teresina. Entre elas estão workshops e cursos de “Refrigeração e climatização”, “Eletricista predial”, “Bolsa artesanal”, “Corte e costura em tecido”, “Libras”, “Operador de microcomputador”, “Agente de portaria”, “Confeitaria”, “Design de sobrancelhas”, “Balconista de farmácia”, “Práticas para camareira de hotelaria” e “Práticas para recepcionista de hotelaria”.

“O curso veio num bom momento. Com ele consegui meu primeiro emprego para ter estabilidade financeira. E claro, em meio a essa pandemia, um emprego é ótimo”, disse Vitória Santos, aluna do curso de camareira.

Nos primeiros seis meses de 2021 também foram realizados outros cursos como: “Corte de cabelo e escova” “Manipulação e higienização de alimentos”, “Gestão de negócios”, “Empreendedorismo digital” “Corte costura e modelagem”, “Conserto e manutenção de celulares”, “Cuidador de idosos”, “Operador de caixa”, “Arte e decoração com balões” e “Noções básicas de lavanderias”.

“Esse curso da FWF foi muito importante para mim, porque me ajudou a ampliar meus conhecimentos no ramo da beleza para proporcionar um atendimento maior e de melhor qualidade para os meus clientes”, afirma Marcos Paulo, aluno do curso de “Corte de cabelo e escova”.

“Eu participei de uma das atividades que a Fundação Wall Ferraz realizou na Vila Irmã Dulce e fiquei muito feliz. Foi um curso muito bem ministrado, na teoria e prática, onde aprendi, realmente, o que é a confeitaria. Eu não sabia de nada nessa área e sai de lá confeiteira. Agora é só colocar em prática tudo que aprendi com o curso”, disse Aldenora Silva, aluna do curso de “Confeitaria”.

A maoria dos alunos que conclui os cursos participa de solenidades, geralmente com a presença do prefeito Dr. Pessoa e de várias autoridades municipais, onde são entregues os certificados dos cursos. “Além de ser fundamental para a entrada no mercado de trabalho e para exercer funções específicas, o nível de qualificação profissional é um diferencial para a carreira, frente a outros profissionais”, destaca Maykon Silva, presidente da FWF.

OUVINDO A POPULAÇÃO – Através de reuniões com entidades comunitárias e associações de moradores, a fundação também está procurando conhecer melhor o perfil e o interesse dessas pessoas, sem esquecer o empresariado, cada vez mais ávido por mão de obra qualificada. “Estamos ouvindo o povo, dialogando com as comunidades, para saber da real necessidade da população e dos empresários, em relação as atividades de qualificação. Dessa forma não dá para errar na escolha dos cursos para o restante do ano”, ressalta Maykon Silva.

REFORMAS – Outra preocupação da Fundação Wall Ferraz é com a melhoria da estrutura dos centros de capacitação, mantidos pela PMT, onde são realizados cursos, oficinas, palestras e workshops. Esses espaços estão passando por reformas e manutenção e troca de equipamentos. As últimas unidades incluídas nesse processo foram os centros dos bairros Piçarreira e Satélite, na zona leste da capital.

 

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).