FWF produz vídeos ensinando a produzir equipamentos de proteção contra o coronavirus

O uso de máscaras de proteção facial por toda população passou a ser obrigatório em espaços públicos de Teresina devido a pandemia do novo coronavírus. Para orientar a população que produz esses e outros equipamentos de proteção individual básicos, a Fundação Wall Ferraz (FWF) lançará vídeos de passo a passo através da série #saibacomofazer.

A iniciativa é mais uma medida da Prefeitura de Teresina para agir de forma preventiva à propagação do coronavírus. Nas redes sociais, serão divulgados uma sequência de vídeos curtos, com orientações práticas, proporcionando acesso rápido e descomplicado a conteúdos de educação profissional.

Segundo a Presidente da FWF, Heline Santos, a partir das informações disponíveis nos vídeos, as pessoas que buscam orientação para a produção poderão facilmente confeccionar os EPIs com maior segurança, pois a produção está alinhada às orientações da Organização Mundial da Saúde. “Teremos o passo a passo para a confecção de equipamentos de proteção individual básicos, como máscaras, toucas e aventais, que estão entre os itens mais demandados nesse novo contexto”, disse.

Heline Santos destaca ainda que a ação possibilita que mesmo em contexto adverso, a Fundação Wall Ferraz continue cumprindo sua missão de qualificação da população. “Os vídeos são curtos e de fácil difusão nas redes sociais, o que facilita o acesso de quem tiver interesse em assistir e receber a orientação. As pessoas só terão que seguir os passos e produzir para uso pessoal ou para comercialização, já que a esses itens se tornaram de extrema necessidade no cenário atual”, comenta.

FWF suspende atividades e funcionários são liberados para trabalhar Home Office

Devido ao avanço do coronavírus, a Fundação Wall Ferraz baixou uma portaria suspendendo, a partir desta sexta-feira (20), todas as atividades da sede da instituição, bem como nos centros de capacitação espalhados pela cidade e no Projeto Balcão do Trabalhador. A medida atende as orientações recomendadas pelo Ministério da Saúde e Prefeitura de Teresina que orientam que todos fiquem em casa pelo período de 15 dias.

De acordo com Scheyvan Lima, presidente da instituição, apenas os funcionários que atuam como agentes de portaria irão atuar neste período quarentena. “Os servidores que atuam no atendimento ao público irão trabalhar em regime Home Office, já os agentes de portarias irão cumprir suas funções em regime de plantão, afim de resguardar o patrimônio público”, conta Scheyvan Lima, afirmando que logo que a situação for amenizada, a Fundação Wall Ferraz irá retornar suas atividades.

Neste período de quarentena quem desejar informações poderá buscar o canal de atendimento da Fundação Wall Ferraz nas redes sociais. Novas atualizações também poderão ser consultadas no site fwf.pmt.pi.gov.br.

Coronavírus: Fundação Wall Ferraz suspende ações públicas nos bairros de Teresina

Com o intuito de colaborar com a campanha contra o coronavírus no Brasil, a Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Wall Ferraz resolveu, na manhã desta terça-feira (17), suspender por 15 dias todos os seus serviços externos. Essa medida começa a valer a partir da próxima quinta-feira (19) e cancela, temporariamente, 33 Ações de Cidadania que estavam previstas para acontecer na última quinzena de março em diversas comunidades da capital.

De acordo com o presidente da Fundação Wall Ferraz, Scheyvan Lima, além da suspensão dos serviços externos, o órgão também estará realizando a substituição de funcionários em situação de vulnerabilidade que atuam no primeiro atendimento. “Para ajudar na campanha contra esse vírus tivemos que tomar essa atitude, não é algo isolado, vai acontecer em todos os órgãos da gestão municipal e é preciso que as pessoas entendam a gravidade desta doença e principalmente evitem aglomerações”, diz Scheyvan Lima.

Estavam previstas para acontecer atividades no Projeto Amor de Tia Norte e Sudeste, CEU Sul, SEMA, CREAS Leste, AMA, Centro de Convivência Jatobá, Caps, CMEI Erico Veríssimo, Parque da Cidadania e Ponte João Isidoro França, dentre outras comunidades. Os serviços que estavam previstos para esses locais passarão por uma reavaliação e tão logo seja comprovada a diminuição de casos suspeitos do coronavírus na cidade, os mesmo poderão ser agendados em novas datas.

Já as inscrições para a primeira etapa dos cursos profissionalizantes de 2020, que deveriam ocorrer de forma presencial nos centros de capacitação, foram alteradas para inscrição eletrônica por meio do site fwf.pmt.pi.gov.br. Em breve, a instituição estará lançando os calendários de cursos que serão executados em todas as zonas de Teresina.